[ editar artigo]

10.000 Women – Milena Stahsefski

Sempre tive espírito empreendedor, mesmo como funcionária. No início de 2007, eu e meu marido começamos a planejar a Areté Fotografias (não era assim um plano de negócios – eu nem sabia o que era isso), mas ela foi planejada. Desde o início nos aconselhamos muito com um casal de superamigos, que tem uma empresa muito bacana aqui em Curitiba. Em abril de 2007 surgiram os primeiros trabalhos. Durante 1 ano e 2 meses, a empresa existiu em paralelo com nossos empregos, continuávamos trabalhando como CLT e fazendo eventos e ensaios fotográficos em paralelo.

Fonte da imagem: Arquivo pessoal

Em junho de 2008 nasceu nossa filha Sofia, e então a vontade e  a necessidade de ficar junto a ela me fizeram tomar a decisão de não voltar ao meu emprego e me dedicar às minhas duas filhas: Sofia e a Areté Fotografias. Durante 3 anos e meio, eu me dediquei exclusivamente à Areté e meu marido continuou em seu emprego, para garantir uma fonte fixa de renda à família. No final de 2011, com a Areté bem estabelecida no mercado curitibano e com um volume de trabalho relativamente grande, Daniel também saiu de seu emprego e, desde então, nós dois nos dedicamos integralmente à empresa. Hoje trabalhamos eu, Daniel, mais duas fotógrafas (e mais três que estão começando conosco agora), e um cinegrafista.

Em agosto de 2012, conheci a Lênia em um encontro de mães empreendedoras no qual ela fazia uma entrevista para o ER. Ela falou sobre o 10.000 Mulheres e eu, assim que cheguei em casa, pesquisei e fiz minha inscrição. A cada fase que eu passava e era convocada para outra, tinha a sensação de “não acredito” e aquele frio na barriga... Quando recebi o e-mail de aprovação então, uma alegria imensa e ao mesmo tempo aquele medo de não dar conta de viajar todos os finais de semana durante 3 meses, de ficar longe da família, etc. A decisão de me candidatar ao Programa 10.000 Mulheres e, depois de aprovada, a  decisão de fazer o curso, mesmo sendo a 400 Km de casa e com as aulas acontecendo nos finais de semana (quando acontece o nosso pico de trabalho) com certeza foi um marco em nossas vidas e na vida da nossa empresa.

Estar no 10.000 Mulheres para mim foi uma experiência incrível. Três meses que valeram por uma vida. Comparo, como experiência de vida, ao nascimento da minha filha Sofia. Quando ela nasceu, eu descobri uma Milena que nem imaginava poder existir (toda mãe entende o que estou falando). Estar no 10.000 Mulheres para mim foi como estar em um retiro e sair e lá totalmente repaginada: descobri, novamente, uma Milena que eu não sabia que existia. Convivi com outras 29 empreendedoras, guerreiras, com as quais tive uma sintonia inexplicável para tão pouco tempo. Mulheres que sabem dignificar a condição de ser mulher. Mulheres que se uniram em uma rede de apoio de mulher para mulher.

Minha formatura aconteceu no dia 07/06/2013, e no dia 08 cedo, assim que cheguei em Curitiba, recebi a notícia de ter sido uma das escolhidas para ganhar consultoria. Comecei minha consultoria em pleno dia dos namorados. Lá estava eu, em SP, conhecendo meu consultor e fazendo nossa primeira reunião. Tenho certeza que será mais um grande passo e um grande ganho graças ao 10.000.

No 10.000, aprendi que não basta ter espírito empreendedor, que o mundo nos negócios é feroz e tem que ralar muito. Em cada uma das disciplinas eu ouvi coisas que eu nem imaginava que pudessem existir. Aprendi que, apesar de ver minha empresa só crescer nestes 6 anos, ter perfil empreendedor não basta. Tem que ter conhecimento em cada uma destas áreas, tem que conhecer o mercado, tem que se posicionar e que tem calcular até na hora de arriscar. Não existe fórmula mágica. “Bem-vinda ao mundo real, Milena”. Foi assim que me senti. E por isso agora me sinto tão mais forte. Não penso mais: “E se um dia acontecer isso com a minha empresa, eu vou fazer isso...”. Não é mais assim. Sei do que sou capaz, sei das minhas fraquezas, sei que tenho muito a aprender e sei aonde quero chegar. Ainda com muito trabalho pela frente, sinto-me muito motivada a continuar fazendo a Areté crescer. Afinal, eu sou uma das 10.000 Mulheres!

Milena Stahsefski é empreendedora e sócia-fundadora da Areté Fotografias. Educadora musical e pedagoga, especialista em Fundamentos do Ensino da Arte, Educação Musical e em Empreendedorismo pela FGV/Goldman Sachs, através do projeto 10000 Women. Sempre se interessou pelo empreendedorismo e este universo feminino, em que a mulher em seus diversos papéis precisa se posicionar fortemente para conseguir ir em frente. Hoje, totalmente envolvida com este universo empreendedor, procura compartilhar suas aprendizagens com outras mulheres e mães empreendedoras. Milena é mãe da Sofia, de 5 anos.

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você