[ editar artigo]

1º Fórum WEConnect Mulher Empreendedora

Empreendedoras brasileiras e executivas de sucesso de grandes empresas comandadas por mulheres se encontram, quinta-feira (20/09), em São Paulo, para o 1º  Fórum WEConnect Mulher Empreendedora. O Empreendedorismo Rosa estava lá e acompanhou tudo de perto.

A WEConnect é uma organização sem fins lucrativos que ajuda a empoderar mulheres proprietárias de empresas, motivando a crescer e obter sucesso em mercados globais.

Foi uma manhã repleta de temas inspiradores, propostas para aquecer o empreendedorismo feminino no Brasil e promover o intercâmbio entre mulheres de negócios, independente do nível econômico, afinal eles buscam levar o empoderamento, inclusive, para as classes C, D e E.

Fonte das imagens: Empreendedorismo Rosa

O evento que visa fortalecer as lideranças femininas das empresas faz parte do Subcomitê de Acesso a Mercados do Conselho Internacional de Liderança Feminina em Negócios (International Council on Women’s Business Leadership - ICWBL), do Departamento de Estado dos Estados Unidos, criado pela Secretária de Estado americana, Hillary Clinton.

Elizabeth Vazques, Co- Fundadora e presidente da WEConnect International, falou empolgada sobre esse início de projeto aqui no Brasil. Segundo ela o crescente empreendedorismo feminino no país tem chamado a atenção da organização. “Verificamos um número expressivo de brasileiras empreendedoras que querem desenvolver suas empresas, competindo por contratos maiores”, afirmou Elizabeth.

Segundo a representante da General Electric, Adriana Machado, o evento é o início da construção de uma rede para impulsionar o empreendedorismo feminino no País.

Para Dra. Angela Fontes, Superintendente de Direitos da Mulher, que falou no Painel de Empreendedorismo Feminino, ainda existe pouca mulher na área de tecnologia. Ela abordou o fato da mulher empreender por oportunidade e não por necessidade, ela identifica oportunidades de negócios e empreende. E que a mulher não precisa ser vista apenas no papel de mãe e dona de casa, mas como realizadora. Que precisa estar qualificada para ocupar tais posições de liderança. Para ela os programas direcioanadas à mulher dentro de empresas geralmente estão ligados à família.

Dra. Vera Lúcia O. Daller que trabalha com mulheres no Ministério da Agricultura focou nos projetos de gênero, como o Coopergênero, onde as mulheres têm forte atuação nas cooperativas. Ela acredita que para o empoderamento da mulher acontecer é preciso capacitá-la, prepará-la, melhorar sua autoestima, proporcionar a essa mulher uma melhor posição no mercado de trabalho. Ainda segundo Vera Lúcia, a mulher precisa estar inserida na economia do País. E que os homens estão junto com essas mulheres, colaborando com o processo de empoderamento delas. Ela destacou a cartilha "Coopergênero, Cooperativismo e Igualdade de Gênero”. A publicação trabalha de forma lúdica questões relativas à equidade de gênero respaldada na doutrina cooperativista e é voltada a adolescentes e pré-adolescentes.

Segundo Daise Rosas da Natividade, gestora da EOSS Consulting LLC, há uma grande dificuldade ainda da mulher gerir seu próprio negócio. Ela acha que é preciso estimular e atingir cada vez mais as jovens empreendedoras, público que tem sido identificado um grande potencial empreendedor.

No Painel Corporativo Silvia Tyrola, da Accenture, destacou algumas características femininas como, a sensibilidade para articular, a versatilidade de assumir vários papéis, o cuidado e a atenção em tudo que faz.

Nadir Moreno, primeira executiva a ocupar um alto posto na empresa UPS Brasil e vice presidente do LIDEM – Grupo de Mulheres Líderes Empresariais, compartilhou a experiência vivida dentro da empresa que busca mulheres líderes das pequenas e médias empresas como fornecedoras de serviços.

Janaina Silveira Peres, da Pfizer, entende que a mulher por ter uma visão holística também tem uma visão ampliada no quesito sustentabilidade do negócio.

O evento foi finalizado com chave de ouro pela representante do Departamento de Estado Americano, Sra. Jacalyn Spedding.

Além das participantes dos dois painéis, o público presente enriqueceu o evento com seus depoimentos e perguntas pontuais.

O Empreendedorismo Rosa agradece a parceria com a EOSS Consulting na divulgação deste evento.

Para maiores informações sobre a WEConnect International, visite: www.weconnectinternational.org

TAGS

Networking

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você