[ editar artigo]

A primeira e maior lição empreendedora vem da mãe...

Por Bárbara Stock

Lá pelos meus 12 anos, eu estava sentada na cantina do meu curso de inglês com alguns amigos, aguardando o horário da aula e chega a atende e pergunta (bem alto, para que todos ali presentes ouvissem e respondessem a pergunta que então viria): “ Tem alguma Bárbara Stock aqui?”. Na hora eu não imaginava o que ela queria comigo, mas prontamente me apresentei e ela disse: “Sua mãe ao telefone”! Hã? Minha mãe me achando na cantina do curso de inglês? Eu nem sabia que lá tinha um telefone... Quando atendi, ela disse: “Até que enfim, já passei pelo ramal de várias salas tentando achar você”... Isso definitivamente me assustou, mas nunca mais esqueci o que aprendi naquele dia. Se você quer algo, consiga!!! Corra atrás até achar.

Transformei essa energia para a minha vida profissional! Eu não desisto quando quero alguma coisa, eu corro atrás e ligo para o ramal de todas as salas de um curso, se preciso for. Posso dizer que essa é a lição empreendedora mais importante que já tive e tenho mais orgulho ainda de dizer que ela veio da minha MÃE!!! Minha mãe sempre quis me ver uma empresária ou executiva e falava: “Antes de casar, tem que ser bem-sucedida profissionalmente”.

Fonte da imagem: Priscila Tescaro Consultoria

Bem, isso não aconteceu, na verdade eu comecei minha caminhada empreendedora (eu sempre tive esse sangue correndo em minhas veias), mas ela só saiu do campo das ideias, justamente com o rompimento de uma união e pelo aproveitamento de um nicho de mercado inexplorado em nosso país até então, justamente por ter um filho. Sei que tudo na vida tem um sentido e o meu foi me perder para então me encontrar. Até hoje devo muito a minha mãe e procuro aproveitar ao máximo as lições que aprendo no cotidiano de nossa convivência.

Hoje também sou mãe e procuro fazer de tudo para ser inspiradora ao meu filho e que ele acredite e lute pelos nossos negócios, tanto quanto eu! Me sentirei plena se ele herdar a vontade de aprender, de se aprofundar, de ter independência. Comecei a trabalhar na empresa dos meus pais com 12 anos de idade e serei eternamente grata a eles por isso, tenho plena consciência que sou quem sou, graças a isso e espero poder passar essas mesmas lições ao meu filho.

Em homenagem ao mês das mães só tenho a agradecer a minha MÃE e ao meu filho que me tornou mãe e me fez conhecer o amor mais puro e bonito que pode existir nesse mundo!!!

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você