[ editar artigo]

As Mulheres e o Poder dos Grupos

Você sabe com o que nosso cérebro se ocupa quando não estamos fazendo nada?

A neurociência nos dá uma ideia da importância dos grupos em nossa vida. Estudos com o uso de ressonância magnética funcional permitem investigar a atividade cerebral de uma pessoa enquanto ela executa uma determinada tarefa.

E assim pode-se observar que, quando não estamos fazendo nada, as principais áreas cerebrais que entram em ação, ou seja, que são mais intensamente ativadas, são as áreas envolvidas em interação social, e que fazem parte do que alguns autores chamam de “social brain”, ou cérebro social. E sabe por quê? Nesses momentos, ocupamo-nos em examinar nossa posição com relação aos outros.

O fato é que o cérebro humano é desenhado para que prestemos atenção aos outros. Nossa atenção é focada na interação social. Toda essa preocupação com pertencimento e com dar e receber é crucial para nossa sobrevivência. Por conta da nossa prolongada infância, somos dependentes dos cuidados de outras pessoas por vários anos.

Fonte da imagem: Agência Bolacha

Só nos reconhecemos como pessoas a partir dos nossos vínculos. E é a partir de nossa conexão com o outro que podemos conhecer nossos talentos e habilidades, ter acesso à nossa unicidade e manifestar o nosso melhor no mundo.

Vários estudos mostram que, quando em grupos, as pessoas atingem resultados mais rapidamente e até 6 vezes mais efetivos.

Sabemos também que as mulheres possuem, de modo inato, habilidades mais dirigidas a interpretar tons de voz, expressões faciais, e as nuances mais sutis das interações sociais. Isso contribui para que as mulheres estejam de modo geral mais atentas às necessidades dos outros. Ainda sabemos que, ao nos depararmos com qualquer situação difícil, naturalmente tendemos a perpetuar as mesmas reações às ameaças que todas as fêmeas primatas adotam: elas aliam-se a outras fêmeas. Entre as fêmeas primatas o conectar-se, estar em grupo, tem a função de proteção contra as ameaças.

Conectar-se e agir em colaboração faz parte de nosso movimento natural.

Então, Vamos nos conectar?

• Procure os amigos para quem que você não precisa explicar quem você é.

• Busque estar com as pessoas com quem você se sinta bem.

• Pessoas com quem você possa compartilhar sua voz.

• Pessoas que espelhem sua identidade, de quem você é hoje.

• Encontre alguém que o faça perceber o quanto você tem a oferecer.

Aproveitando a dica de nossa colunista Ana Caner, te convidamos a fazer parte de nossa Conexão ROSA no próximo dia 05.03 no Nex Coworking, acesse e inscreva-se gratuitamente AQUI

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você