[ editar artigo]

Black Friday: Advogada elenca melhores práticas para proteger dados e evitar fraudes

Black Friday: Advogada elenca melhores práticas para proteger dados e evitar fraudes

A temporada de compras acontece dia 29 de novembro, em sua 9ª edição no Brasil.

sábado, 23 de novembro de 2019

As projeções são de crescimento nas vendas para a próxima edição da Black Friday. Segundo a advogada Patricia Peck, sócia do escritório Pires & Gonçalves - Advogados Associados, as organizações do comércio on-line e do varejo estimam alta de 18% no faturamento durante o período de descontos.

Mas, além de os consumidores garimparem por itens baratos, a advogada alerta que devem se preocupar em encontrar produtos que sejam oferecidos em sites que possuem componentes de segurança e estejam de acordo com normas de privacidade e proteção dos dados pessoais. 

A advogada explica que num contexto de transformação digital, onde a internet e a inteligência artificial estão cada vez mais presentes, com objetos conectados que usam e aprendem a partir dos nossos dados, a privacidade deve ser elemento indispensável, com componentes de segurança que venham inclusive de fábrica.

Segundo ela, trata-se de um conceito chamado "Privacy by Design", que leva em conta a aplicação de melhores práticas de proteção de dados pessoais desde o início do desenvolvimento do produto ou projeto.

"São medidas pensadas para estar de acordo com as especificações de privacidade e os controles de cibersegurança, dentro de um guideline de conformidade, que vão desde o uso de softwares para proteção dos dados armazenados até a gestão do consentimento dos clientes para uso das informações pessoais".

A causídica alerta também para que os consumidores fiquem atentos ao emprego desses controles por parte dos fornecedores, tanto pelo grau de transparência e da reputação da companhia, ao verificar se está envolvida em casos de mau uso dos dados dos clientes, quanto se realiza investimentos na segurança da informação dos usuários.

“Os dados são a riqueza da sociedade digital, estão no centro do modelo de negócios, é preciso apoiar empresas que sigam a regulamentação e a padronização das regras para seu uso ético e legal”.

A Black Friday acontece dia 29 de novembro, em sua 9ª edição no Brasil. Para prevenção de fraudes e golpes digitais, a advogada listou alguns métodos.

Confira:

  1. Ao abrir o navegador, verifique se o cadeado no canto superior esquerdo está ativo (se está verde) e se o protocolo utilizado é o HTTPS;

  2. Tome cuidado com cupons que chegam por WhatsApp e mídias sociais; sempre confirme se a informação consta nos canais oficiais da marca;

  3. Tenha instalados antivírus e firewall confiáveis, atualizados e capazes de identificar scripts disparados por e-mail ou sites maliciosos ou falsos, em todos seus dispositivos;

  4. Pesquise informações sobre o produto e a credibilidade da loja, verificando itens como a razão social, CNPJ, endereço e formas de contato;

  5. Guarde as evidências que mostram o que estava anunciado e a navegação na loja, como o print das telas;

  6. Leia sempre os termos e políticas do site, principalmente no que diz respeito ao cancelamento e troca, antes de efetuar a compra.


Leia sempre os termos e políticas do site, principalmente no que diz respeito ao cancelamento e troca, antes de efetuar a compra.

Publicado em: 

https://www.migalhas.com.br/Quentes/17,MI315751,21048-Black+Friday+melhores+praticas+de+protecao+de+dados+pessoais?U=620ee715_c4f&utm_source=informativo&utm_medium=494&utm_campaign=494

Empreendedorismo Rosa
Andressa Ramos dos Santos
Andressa Ramos dos Santos Seguir

Advogada, construtora de caminhos e soluções no ecossistema empreendedor.

Ler matéria completa
Indicados para você