[ editar artigo]

Conhece-te a ti mesma e terás um estilo

Por Lorena Gurjão 

Você já parou pra pensar que você tem sua maneira individual e intransferível de se expressar? E que através do seu falar, de suas atitudes, do seu vestir e tipo de linguagem, você está comunicando muito sobre quem você é, seus gostos pessoais, sua personalidade e sua visão de mundo? Sabe que palavra resume tudo isso? ESTILO.

Fonte da imagem: just-bangel.blogspot.com

Cada pessoa retrata seu universo particular, sua identidade, valores e toda a sua bagagem cultural e de mundo através do seu estilo pessoal. Na verdade, não temos um único estilo e sim uma composição de estilos. Temos um estilo dominante que é aquele que predomina como base, independente do papel que nos encontramos, e o estilo secundário que é o complemento do estilo dominante e que se evidencia de acordo com a etapa da sua vida, maturidade ou por alguma situação especial (podemos ter 1 ou 2 estilos secundários). A base do nosso estilo não muda, o que muda é a porcentagem e a proporcionalidade de acordo com a nossa evolução e maturidade.

As consultoras de imagem Diane Parente e Alyce Parsons desenvolveram, na década de 80, sete estilos universais através de um estudo de marketing sobre perfis e comportamento dos consumidores. Eu trabalho com os 7 modelos adaptados por minha mestra da França em consultoria de imagem com coaching e PNL aplicada ,Maritza Desjonquères Añazco, onde ela especificou e adaptou culturalmente os estilos. São eles: casual, elegante, conservador, romântico, sensual, criativo e dramático. Nos próximos posts, estaremos explicando sobre cada um deles.

Maritza ainda acrescentou na análise de estilo da cliente o que ela chama de "ID de estilo" ou identificação, que é a determinação que a cliente dá de si mesma, ou seja, como ela se define. Por exemplo: a cliente tem 20 anos e se define como sexy e profissional. Depois da análise do teste de estilo temos: 80% do estilo sensual predominante (ID sexy) e 20% do estilo conservador como secundário (ID profissional).  Aos 40 poderá ter 70% do estilo conservador predominante (ID profissional) e 30% do sensual como estilo secundário (ID sexy).

Autoconhecimento + descoberta do seu estilo pessoal = escolhas mais objetivas, guarda-roupa mais coerente e coordenável, aparência original e autêntica e mais sorrisos em frente ao espelho.

 

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você