[ editar artigo]

Crenças Limitantes - Paola Tucunduva

Estou feliz em fazer parte do time de colunistas do Empreendedorismo Rosa. Espero compartilhar com vocês reflexões e muita inspiração baseada na minha experiência de mais de 20 anos como empreendedora. Se você quiser conhecer um pouco da minha história, escute o podcast abaixo.

Nesse primeiro artigo, escolhi escrever sobre crenças limitantes. Na semana passada, fiz uma entrevista, com Alexandre Lacava para o programa Alma do Negócio, que me trouxe muitas reflexões.

Nosso sistema de crenças determina a maneira como percebemos o mundo e, consequentemente, nossas ações e comportamentos. Crenças limitantes são as pequenas vozes que nos convencem de que não podemos ser, fazer ou ter alguma coisa. Por isso, elas podem ser bastante nocivas à nossa vida. E o pior, na maioria das vezes elas nos são invisíveis, controlando pensamentos e comportamentos a ponto de impedirem muitos passos que queremos dar.

Como reconhecer quais são as suas crenças limitantes? Observe aqueles resultados que não estão saindo como você deseja, principalmente naquelas situações que você sabe o que fazer, mas não consegue realizar. Esse é um bom indicador de que você tem alguma crença que está te atrapalhando.

Um exemplo para te ajudar a entender melhor:  Uma empreendedora comentou comigo que, desde pequena, ouvia em sua casa a seguinte frase: "Quem quer, faz. Quem não quer, pede." Um ditado aparentemente inofensivo se tornou uma crença limitante para ela, pois não consegue delegar o trabalho para sua equipe. Como, inconscientemente, a empreendedora acredita que apenas ela pode fazer as coisas bem feitas, acaba assumindo a responsabilidade de fazer tudo, ficando sobrecarregada e limitada ao número de clientes que pode atender pessoalmente ao longo do mês. Se ela quer que a empresa cresça, precisa mudar essa crença para conseguir formar uma equipe e delegar funções, se concentrando na venda e permitindo que sua equipe preste o serviço.

Então, se você quer se livrar de suas crenças limitantes, pode seguir esses passos:

  • Identificar o resultado ruim;
  • Assumir que é seu;
  • Identificar qual é a crença;
  • Decidir se quer mudar;
  • Experimentar algo diferente.
  • Aquela empreendedora pode começar a pensar diariamente: "Eu sou capaz de delegar as funções para minha equipe e aumentar nossos resultados" ou "minha equipe pode fazer melhor do que eu". Pode parecer simples, mas funciona e a partir do momento que repete para si mesma essa nova crença, automaticamente, isso afeta positivamente seu comportamento. Claro que isso não acontece da noite para o dia, mas com persistência e constância, em poucos meses, ela sentirá uma mudança que a levará a obter resultados diferentes.

    E você, tem alguma crença limitante?

    Paola Tucunduva é empreendedora, com visão apurada para os negócios e uma história inspiradora: graduada em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas; pós-graduada pelo CEAG – FGV em Finanças e Marketing; 20 anos de experiência em gestão do seu próprio negócio; apresentadora do programa Alma do Negócio, transmitido na Just TV e na Rádio Mundial FM 95.7; facilitadora do Empretec – Sebrae; professora da Fundação Dom Cabral (FDC);  sócia – diretora da Evolution Training e Rotovic Lavanderia; e presidente da ANEL (Associação Nacional das Lavanderias). Paola, também foi indicada e finalista de importantes prêmios, como Woman Business Award 2008 (ONU/UNCTAD) e o Prêmio Mulher de Negócio 2009 (SEBRAE).

    Empreendedorismo Rosa
    Empreendedorismo Rosa
    Empreendedorismo Rosa Seguir

    Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

    Ler matéria completa
    Indicados para você