[ editar artigo]

Deixe de ser “a moça que faz” e seja “a dona da empresa”

Por Erica Zanotti

Se você ama fazer os seus produtos, sejam eles doces e salgados, artesanato ou maquiagem e cabelo, vão aqui algumas dicas de como fazer com que a sua paixão se torne um negócio e você uma empreendedora:

  • Separe: e não é do marido não! Separe tudo o que for comprar pra casa e o que for do negócio; separe o quanto consome de água, luz e gás com a sua família e com o seu negócio; separe o tempo que gasta com trabalho e lazer; enfim, separe tudo o que for possível.
  • Crie Identidade: apesar de você dedicar muito tempo a ele, o seu negócio não é você! Imaginou que legal se a sua cliente ao invés de dizer "vou comprar o bolo da Lú" dizer, "vou encomendar o bolo na Sonhos e Sabores"?

Erica Fonte da Imagem: Empreendedorismo Rosa

 

  • Minha sugestão é: pare um instante, chame seus familiares e amigos próximos, faça pesquisa de nomes que te interessem e crie um nome, uma marca, um objetivo/missão pro seu empreendimento.
  • Desenhe o seu modelo de negócio de um jeito gostoso: utilize papel, tesoura, revistas pra recortar, lápis de cor, post it colorido, etc para criar as estratégias do seu negócio. Outra vez convide famílias, amigos e até clientes próximos de você pra ajudar a pensar. Os temas mais importantes são: entender qual a proposta de valor que você entrega ao cliente, quem é o seu cliente (traçar o perfil), como o seu produto chega até ele, quem são os seus parceiros e fornecedores, quais são os seus concorrentes, suas fontes de receita e despesas.

Para auxiliar neste processo, sugiro a utilização da ferramenta CANVAS

  • Calcule bem o PREÇO: nos últimos três anos tenho acompanhado bem de perto algumas empreendedoras e é inacreditável a quantidade delas que descobriu estar tendo prejuízo quando ensinamos a calcular o preço. A fórmula básica é somar todos os custos sem exceção + mão de obra. Mas existem algumas particularidades que devem ser levadas em conta como, por exemplo, o seu nicho de mercado porque dele depende o preço do seu produto (eu vendo pra classe D, C ou A?) ou também o valor de mercado do seu produto (se o mercado cobra menos que você para o mesmo nicho de clientes, talvez você tenha que rever os seus custos).
  • Controle as suas finanças: as três coisas mais básicas são: saber quanto você tem pra gastar naquele mês e tentar sempre comprar à vista com desconto (a não ser em raras exceções); saiba o quanto entra e quanto sai todos os dias, seja em planilha ou num livro caixa básico de papelaria; separe parte do seu lucro num fundo de reserva que você poderá usar em caso de emergência ou necessidade de investimento no negócio. Não importa se o seu lucro ainda é pequeno, reserve nem que seja 50 reais por mês. Em algum momento você vai precisar!

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você