[ editar artigo]

Dessa vez a família venceu!

Há três meses mudei com minha família da cidade de São Paulo, onde vivi e empreendi nos últimos anos. Agora moramos em Indaiatuba, cidade com aproximadamente 200 mil habitantes, no interior do Estado, onde os hábitos e o ritmo das pessoas são deliciosamente diferentes da capital.

Pode parecer estranho, depois de batalhar e acreditar quase sozinha na prosperidade da minha empresa nos últimos anos, hoje me vejo dedicando meu tempo integralmente à adaptação dos meus dois filhos, de 7 e 13 anos à escola nova, às aulas extras de inglês, natação, guitarra e por aí vai.

Estou mais envolvida na nave “casa”, cuidando e sendo cuidada por minha querida e amada mãe, que nos acompanhou nessa mudança, suprindo com inúmeras atividades a ausência do marido, que se dedica ao novo cargo conquistado. E não poderia deixar de mencionar:  envolvida na fase reapaixonante em que vivemos como casal, após um ano de relação turbulenta. Enfim, a dedicação é completa à família!

Os novos hábitos, da organização da casa às novas tarefas de mãe completamente presente, são muito parecidos com os adquiridos ao longo desses anos na minha empresa, porque em uma micro-empresa acabamos exercendo a maior parte das funções, e muitas vezes não conseguimos enxergar o que está fora do furacão! Nesse quesito continuo me sentindo diariamente no olho do furcão!

“E os negócios?”  Nossa, como faz falta cuidar das contas, fornecedores, vendas e produção das bolsas na minha querida “Piaf Utilê”! Nos últimos quatro anos me dediquei quase que por acaso, com um começo cheio de sonhos, tendo um sócia linda e apaixonada por bolsas artesanais. E, já no último ano, estava sozinha na empreitada de produzir bolsas e acessórios sofisticados, porém com o toque da exclusividade!

“Uma pausa necessária?” Acredito cegamente que estou guardando esse sonho em uma pasta no meu arquivo mental e que um dia a puxarei com enorme prazer e um sorriso de lado a lado para viver mais uma vez o sonho do empreendedorismo. A experiência adquirida nos anos de dedicação à empresa e em treinamentos específicos para empreendedores, sem dúvidas me farão voltar fortalecida e certa de que, neste momento, fiz a escolha certa.

É com imenso prazer que escrevo este primeiro texto no blog, mais para um testemunho, e desejo a todas as empreendoras sorte e sabedoria em qualquer momento de decisão em suas empresas e principalmente em suas vidas.

Grande beijo.

Daniela de Paula.

Descontração com o marido, já com três meses na “pausa” empreendedora

Fonte das imagens: arquivo pessoal da autora

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você