[ editar artigo]

Educação empreendedora intensiva

Recentemente estudei os resultados de uma pesquisa da Endeavor, sobre a cultura nacional do empreendedor, para escrever uma reportagem. E adorei saber que três em cada quatro brasileiros querem investir numa boa ideia. A perspectiva do empreendedorismo como opção de carreira vem ganhando tanta força que 76% dos mais de 3 mil entrevistados responderam preferir ter um negócio próprio a ser empregado de terceiros. É a segunda taxa mais alta do mundo, já imaginou?

Fonte: Reprodução

Essa tendência tem um motivo principal e facílimo de entender: vontade de conquistar independência pessoal e autorrealização. No entanto, apenas 19% responderam ser “muito provável” e 33% “provável” abrirem uma empresa de fato nos próximos cinco anos. Xiii! “Precisamos promover histórias e cultivar o fracasso para que as pessoas tenham uma ideia mais próxima da realidade e a gente contribua para criar uma cultura empreendedora”, comentou o diretor-geral da Endeavor Brasil, Juliano Seabra.

“Investir em educação empreendedora é fundamental”, foi o que me disse João Melhado, um dos autores do estudo, desfazendo o mito de que se nasce com o dom de empreender ‒ e ponto final. Para essa gente que faz o Brasil crescer se desenvolver ainda mais é fundamental, segundo Melhado, ter acesso a fontes diversas de informação (como jornais, revistas e internet), experiência anterior com outros negócios, redes de relacionamento e exemplos de pessoas próximas.

João sabe do que fala. Dos quatro maiores problemas enfrentados pelos brasileiros pesquisados, três estão ligados à falta de conhecimento: sobre como lidar com pessoas, fluxo de caixa e administração do negócio. Portanto, temos mais é que compartilhar conteúdo, trocar experiências, dar depoimentos inspiradores, educar uns aos outros. Vamos lá!

Joyce Moysés é consultora e jornalista especializada em comportamento feminino, escritora e palestrante de liderança feminina. Fez vários cursos nas áreas de gestão e liderança, como o de Gestão de Negócios no Insper. Nos últimos 25 anos trabalhou nas revistas Nova e Claudia, e já escreveu artigos para Alfa, Máxima  e Você S/A. Em 2010, participou do lançamento do Movimento Habla, para mapear tendências de comportamento das mulheres. Em 2012, coordenou o Prêmio Claudia e editou Claudia Noivas e Claudia Bebê. MULHERES DE SUCESSO QUEREM PODER… AMAR é seu primeiro livro. Atualmente faz palestras, produz conteúdo para publicações impressas, multimídia e eventos, escreve seu segundo livro, participa de programas de tevê e é parceira do projeto De Peito Aberto.

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você