[ editar artigo]

Elas por Eles - Bernardo Vasconcelos

O convidado de nossa coluna Elas por Eles de hoje é  Bernardo Vasconcelos, engenheiro da computação, mestre em gestão de projetos e técnico em eletrônica. Co-fundador e ex-CEO do Peixe Urbano Delivery e Mútuos Inteligência. Atualmente, é CEO da B2ML Sistemas, empresa que desenvolveu o sistema de elaboração de planos de negócios "Empreenda!". É professor de pós graduação na Universidade Federal de Itajubá e graduação na  Fundação de Ensino e Pesquisa de Itajubá. Já trabalhou como programador em multinacionais e pequenas empresas, além de já ter dirigido o Jornal Minas do Sul. É consultor independente, credenciado pelo Sebrae na área de Inovação.

Fonte da imagem: Arquivo pessoal

Eu acho que as mulheres são boas em tudo o que elas fazem. Simples assim. Mas eu não queria falar sobre isso hoje. Eu queria deixar vocês desconfortáveis. Queria que vocês parassem e pensassem: se as mulheres são maioria de forma geral e maioria nos cursos superiores, por que as mulheres ainda não são maioria entre os empreendedores?

Quando a minha mulher, Priscila Moraes de Carvalho, começou sua missão de criar a Câmara da Mulher Empreendedora de Itajubá, eu fiquei super feliz porque também acho que iniciativas como esta (e este blog é outro exemplo) podem mudar este cenário. Mas eu falei para ela uma coisa que inicialmente a deixou irritada: as mulheres só serão mais empreendedoras quando elas acreditarem mais nelas mesmas. Isso ofende vocês? Desculpem, mas eu acho que é verdade. Eu sei disso porque dirijo uma empresa com algumas dezenas de pessoas e tenho experiência nisso. Nós temos obsessão por contratar excelentes pessoas e o fazemos com um bom nível de acerto. Não importa se são homens ou mulheres, nós queremos pessoas talentosas.

Quando um dos homens faz um bom trabalho, eu o parabenizo e pergunto qual foi o maior fator de sucesso naquela ação, ele geralmente responde : "Que pergunta mais descabida! Eu sou realmente bom! Tenho talento, você não tinha percebido antes? Me coloque num cargo mais alto!". Quando o mesmo acontece com uma mulher, a resposta dela tende a ser : "Você acha que o trabalho foi realmente bom? Acho que meus colegas ajudaram bastante. Eu trabalhei muito duro".

Na minha empresa, diversos cargos-chave estão nas mãos de mulheres. Uma de minhas principais gerentes de projetos é mulher e gerencia uma equipe razoavelmente grande, cuja maioria é de homens. Minha gestora financeira é mulher. Meu braço direito nas vendas é uma mulher. Em todos os casos, não foram elas que me pediram o cargo: fui eu que propus a promoção. Elas, em todos os casos, sentiram dúvida se seriam capazes. E elas não me decepcionaram.

Bom, este é o recado que eu gostaria de deixar aqui para as mulheres empreendedoras leitoras deste blog: vocês podem muito mais do que pensam. Arrisquem mais! Não conheço nenhuma empreendedora que se arrependeu de ser audaciosa. O mundo é rosa!

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você