[ editar artigo]

Empreendedorismo se ensina?

Por Bruna Villas Boas Diehl 

Não é novidade que o empreendedorismo está em alta. A medida que cresce o número de empreendedores no Brasil, cresce também o volume de informações disponíveis sobre o assunto em livros, revistas, palestras, eventos, fóruns de discussão etc. Em decorrência disto, um fato que chama a atenção é a recente inclusão do tema nas salas de aula.

Fonte de Imagem: Google

Algumas universidades internacionais como a Babson College (Estados Unidos) e a London Business School (Inglaterra), por exemplo, já possuem forte tradição no ensino do empreendedorismo, e diversas instituições brasileiras estão seguindo o mesmo caminho, não somente no nível universitário, mas também no ensino básico. Essa tendência pode nos levar às perguntas: Empreendedorismo se ensina? É possível aprender no ambiente acadêmico a dinâmica e a complexidade de se criar e gerenciar um negócio? E ainda, é possível aprender o caminho das pedras para construir um negócio bem-sucedido?

Posso falar sobre minha experiência pessoal. Me formei em 2009, antes do grande boom do empreendedorismo, e todo meu aprendizado teve como base a atuação em uma grande empresa. Quando trilhei um caminho empreendedor, me deparei com uma realidade bem diferente. Não tinha os departamentos financeiro, jurídico e de recursos humanos para dar suporte ao negócio e não recebia um budget estruturado para realizar as atividades de marketing e comunicação que havia aprendido na teoria. Senti falta de conhecimentos práticos sobre como abrir uma empresa, de noções de custos e aspectos burocráticos, de como captar recursos, buscar parcerias e promover meu produto com orçamento reduzido.

Por isso, vejo grande valor na inclusão de conteúdo sobre empreendedorismo na grade das escolas e universidades. Sorte das gerações futuras que terão acesso a informações estruturadas sobre a criação e gestão de pequenas e médias empresas desde cedo. Contudo, é importante ter a consciência de que o ensino acadêmico é um facilitador para quem deseja empreender, mas não é garantia de sucesso. Teoria ajuda, mas quem tem sua própria empresa sabe que, em grande parte dos casos, fatores como liderança, determinação e dedicação ao negócio são o que realmente fazem a diferença!

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você