[ editar artigo]

Entrevista - Véronique Morali

Em entrevista exclusiva ao Empreendedorismo Rosa, Véronique Morali, Presidente do Women’s Forum for the Economy and Society, fala sobre o fórum e o empreendedorismo como ferramenta propulsora para o empoderamento feminino.

Fonte da imagem: Divulgação

O que é empreendedorismo para Véronique Morali?
Empreendedorismo é uma aventura diária. Tem a ver com entusiasmo e tenacidade. Como empreendedora, se você está começando uma empresa individual ou gerenciando um grande grupo, você precisa ser criativa e abraçar o paradoxo: bravura e prudência, contabilidade metódica e rigorosa e exploração do desconhecido. Empreendedorismo não é para todo mundo, mas recompensa muito além do benefício financeiro.

ER. . Qual foi o maior desafio encontrado até hoje em sua carreira intraempreendedora?
Sempre é um desafio permanecer focada e determinada a ir adiante, apesar dos momentos de medo e dúvida.

ER. Como é coordenar um evento como o Women’s Fórum Brazil?
O Women’s Forum Brazil é um verdadeiro esforço coletivo. Nós temos aqui o resultado de um verdadeiro comprometimento coletivo de um grande grupo. É muito trabalho e exige uma organização rigorosa. Mas mais do que tudo, eu sinto um orgulho e felicidade enorme por ser capaz de estreitar os laços entre nossos países e criar novos elos entre as mulheres.

ER. Quem ou o quê te inspira?
Eu tenho sido movida e encorajada pelos exemplos de muitas mulheres extraordinárias que constroem o seu destino todos os dias com coragem e determinação. Algumas delas são históricas, mas outras são pessoas que conheci – inclusive em eventos como esse.

ER. Quem foi ou é seu mentor ou mentora, tanto na vida profissional como pessoal?
Sem dúvida alguma, Marc Ladreit de Lacharriere, Fundador e CEO da Fimalac. Ele me trouxe tudo o que sei sobre negócios; ele é um empreendedor inspirador.

ER. Quais características você considera essenciais para ser uma mulher de sucesso no mundo dos negócios?
Sendo bem honesta, você precisa ser completamente autêntica. Você precisa ser você mesma. Isso exige clareza e algumas vezes uma coragem considerável.

ER. Qual o foi maior acerto e o seu maior erro em sua carreira?
Meu melhor acerto tem sido seguir meu instinto em qualquer decisão importante. E não lembro de nenhum grande erro! Claro que cometemos erros, mas nós podemos aprender com eles e algumas vezes é a melhor forma possível de ensinar a si mesma uma lição muito construtiva.

ER. O que deseja para os próximos 3 anos, quando olha para o Fórum? Que resultados  imagina ver?
O Women's Forum está se tornando muito mais internacional. Nós buscamos estar presentes em qualquer lugar que a especialidade feminina esteja formatando a transformação da economia e sociedades, e isso é um objetivo que cobre um grande número de países. Em 2013 nós estamos organizando Fóruns no Brasil e em Burma, assim como a experiência única do nosso grande Global Meeting em Deauville. Em 2014, nós aumentaremos a nossa presença na Europa, América Latina e Ásia com uma quarta área: o Oriente Médio. Nossa proposta é permitir que mulheres de horizontes diferentes e partes diferentes do mundo criem laços e tornem-se inspiradas por seus encontros e debates.

ER. O que você espera do WFB este ano, enquanto resultado destes 2 dias de discussões e inspirações sobre o empoderamento feminino?
Como eu participei de diversos Women's Forums,posso te dizer que o que é levado para casa é poderoso e único. Quando o Fórum termina, depois de dois dias, eu sei que serei coberta com o surgimento de um novo otimismo e fé renovada na capacidade das mulheres de engatilhar uma mudança positiva. Eu sentirei a emoção das novas conexões com os agentes de mudança no Brasil, África do Sul e outros lugares. Eu pensarei em novos conceitos e novas formas de fazer as coisas. Eu ficarei energizada e movida por todas as experiências e ideias que nós compartilharmos.

ER. Deixe uma mensagem de incentivo às mulheres empreendedoras e intraempreendedoras que nos acompanham no Empreendedorismo Rosa.
O empreendedorismo é uma grande força e um privilégio. Continuem se esforçando para alcançar os seus sonhos.

Véronique Morali é a Presidente do Women’s Forum for the Economy and society, a plataforma de conhecimento que faz o renomado encontro Deauville assim como os Fóruns no Brasil e Myanmar.

Ela é graduada na Sciences Po (Institut d'études politiques de Paris), ESCP (Ecole Supérieure de Commerce de Paris) and ENA, France’s Ecole nationale d’administration. Morali começou a sua carreira no setor público com auditoria e supervisão, na inspeção geral de finanças e então mudou para o setor privado, em 1990, para trabalhar para Marc de Lacharrière já que ele estava iniciando a Fimalac.

Morali é a Presidente da Desenvolvimento Fimalac e Vice-Chairman do Fitch Group. Ela é Membro da Diretoria da Fimalac, da Publicis Group, Cie Financière Edmond de Rothschild e da Coca Cola Entreprises. Morali também fundou o  site de conteúdo terrafemina.com, e a empresa b-to-b services company, TF-Co, ambas agora parte da Webedia, especialista em divulgação de marcas que edita sites como Pure People, Pure Trend, e Pure Shopping. Morali tornou-se Presidente do Conselho de Administração da Webedia em 2013, como parte da aquisição da empresa pela Fimalac.

Véronique Morali é também a fundadora da NGO, Force Femmes, cuja missão é apoiar mulheres acima de 45 anos de idade na recolocação no mercado de trabalho. Ela é co-fundadora da edição de Paris do Women Corporate Directors.

TRADUÇÃO

ER. What is entrepreneurship to  Véronique Morali?
Entrepreneurship is a daily adventure. It's about enthusiasm and tenacity. As an entrepreneur, whether you're starting a one-person company or running a big staff, you need to be creative and embrace paradox: boldness and prudence, methodical and rigorous accounting and exploration into the unknown. Entrepreneurship is not for everyone, but its rewards extend well beyond financial benefit.

ER. What was the biggest challenge you’ve found so far in your intrapreneur career?
It has always been a challenge to stay focused and determined in order to move forward, despite moments of fear or doubt.

ER. What is it like to coordinate an event like Women’s Forum Brazil?
The Women’s Forum Brazil is a truly collective endeavor. We have here the result of a true collective commitment by a great team. It's a lot of work and it takes rigorous organization. But ultimately I feel enormous  pride and happiness to have been able to enhance the bonds between our countries and create new links between women.

ER. Who or what inspires you?
I have been moved and encouraged by the examples of many extraordinary women who build their destiny every day with courage and determination. Some of them are historic, but others are people I have met — including at events like this one.

ER. Who was or is your mentor both in your professional and your private life?
Without  hesitation, Marc Ladreit de Lacharriere, Founder and CEO of Fimalac. He has brought  me everything I know in business; he is an inspiring entrepreneur.

ER. Which characteristics do you consider essential in order to be a successful woman in the business world?
To be fully credible, you need to be completely authentic. You need to be yourself. This takes clarity and sometimes quite considerable courage.

ER. What was your best and worst step in your career?
My best move has also been to follow my instinct, for any important decision. And I don’t think I can remember a worst step! Of course we make mistakes, but we can also learn from them, and sometimes a mistake is the best possible way to teach yourself a very constructive lesson.

ER. What are your expectations for the next three years when it comes to the Forum? Which results do you wish to have?
The Women's Forum is becoming much more international. We aim to be present wherever women's expertise is shaping the transformation of economies and societies, and that is a goal that covers a large spectrum of countries. In 2013 we're setting up Forums in Brazil and Burma, as well as the unique experience of our massive Global Meeting in Deauville. In 2014 we will be extending that presence in Europe, Latin America and Asia with a fourth zone: the Middle East. Our purpose is to enable women from different horizons and different parts of the world to create bonds and become inspired by their encounters and debates.

ER. What do you expect from the WFB this year as a result of those 2 days of discussions and inspiration about the female empowerment?
Having attended many Women's Forums, I can tell you that the take-home is powerful and unique. When the Forum ends, after two days, I know I will be enriched with a surge of new optimism and renewed faith in women's capacity to trigger positive change. I will feel the thrill of new links to change-makers in Brazil, South Africa and elsewhere. I will be thinking over new concepts and new ways of doing things.  I will be energized and moved by all the experiences and ideas we have shared.

ER. Leave a message of motivation to the female entrepreneurs and intrapreneurs that follow us at Empreendedorismo Rosa:
Entrepreneurship is a great strength and a privilege. Keep pushing to achieve your dream.

Véronique Morali is President of the Women’s Forum for the Economy and society, the knowledge platform that produces the renowned Deauville meeting as well as Forums in Brazil and Myanmar.

She is a graduate of Sciences Po, ESCP and ENA, France’s Ecole nationale d’administration. Ms Morali began her career in the public sector with the auditing and supervisory body, the Inspection générale des finances, then moved to the private sector in 1990 to work for Marc de Lacharrière as he was launching Fimalac.

Ms Morali is President of Fimalac Development and Vice-Chairman of Fitch Group. She is a Member of the Board of Fimalac, the Publicis Group, Cie Financière Edmond de Rothschild, and Coca Cola Entreprises. Ms Morali has also founded the content website, terrafemina.com, and the b-to-b services company, TF-Co, both now part of Webedia, the brand publishing specialist that edits websites such as Pure People, Pure Trend, and Pure Shopping.

Ms Morali became President of the Board of Directors of Webedia in 2013, as part of Fimalac’s acquisition of the company. Ms Morali is also the founder of the NGO, Force Femmes, whose mission is to assist women over 45 years old to return to the workforce. She is the co-founder of the Paris chapter of Women Corporate Directors.

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você