[ editar artigo]

Escolha provável

O ser humano é fascinante ao mesmo tempo em que é instável e improvável.Talvez seja a vida, porque viver é complexo, com um toque caótico, um ciclo incansável de surpresas, dissabores, retrocessos e retomadas. Levantamos todos os dias com tudo planejado, mas, assim que colocamos o nosso pé para fora da cama, tudo se modifica. O plano tem que ser esquecido, é necessário reinventar para permanecer e, muitas vezes, com boa dose de otimismo para não deixar se abater. Tudo nos mostra que a cada respiração, a vida muda.

Fonte da imagem: Empreendedorismo Rosa

Um empregado assalariado tem a responsabilidade de trabalhar com seriedade e proatividade. É preciso planejar a carreira, ter ambição de ser o funcionário do mês ou galgar uma posição de destaque. Muitas  vezes, ele está seguro de que é exatamente isso o que quer. Mas então, numa segunda-feira vai trabalhar e se vê diante do desemprego, é demitido . A sensação que isso gera é desgastante, parece que se é descartável, que todo o seu desempenho foi nulo, aquilo que lhe era conhecido e confortável foi duramente arrancado. Como num passe de mágica a vida toda se transforma, haverá sim uma retomada, será necessária, seja em outro emprego ou na abertura de um negócio.

É bem verdade que, na maioria das vezes, a ideia de montar uma empresa vem sempre logo depois de inúmeras tentativas de recolocação no mercado de trabalho. A decisão começa se formar a cada entrevista infrutífera, a cada “vamos analisar, depois entramos em contato”, e se já passou dos quarenta anos de idade, onde ser cotado para uma vaga passa ser mais complicado. Assim,  essa ideia germina e parece a escolha provável.

Todo negócio tem um objetivo, e ele varia de acordo com o mercado que está inserido, então, se você não tem ideia por onde começar, calma, não se precipite. A escolha que fizer tem que ser o mais racional possível. Leve em conta suas aptidões e o volume do seu bolso, isso mesmo. Nos primeiros anos, o momento é de investimento, lucro é coisa de  longo prazo. O ideal, se você não tem muita grana, é montar algo pequeno com projeções de crescimento definidas desde o início; caso contrário, se desejar nascer grande com pouca verba, estará fechando em seis meses.

Lembre-se que também não pode gastar todo o valor da sua rescisão, já que no início a empresa não lhe dará renda e você precisará se manter durante esse período.

É caráter de  urgência ( e não emergência) que você faça algo que lhe traga renda, mas a paciência é fundamental porque o quer que venha fazer será o teu trabalho, quem sabe, para a vida toda. Imagine você levantar e ir trabalhar todos os dias em algo que não é nada compatível com a sua pessoa, por isso, tranquilidade na escolha do que fazer é fundamental.

Pesquise e se informe, participe de palestras sobre empreendedorismo, feira de negócios, e absorva o máximo de informação possível, é imprescindível que tenha conhecimento específico de cada mercado do seu interesse. Verifique os índices de crescimento anual do setor, a evolução dele nos últimos cinco anos, qual a barreira financeira ou legislativa que o setor tem para inibir os entrantes, pois quanto mais impedimento melhor para você, o número de concorrentes será menor a cada ano. Não se esqueça do grau de dificuldade de gestão, por exemplo,  se a matéria prima necessária para desenvolver o teu produto só é encontrada na China, isso gera diversos problemas com política de  importação, mercado internacional, etc., o que dificulta a gestão do teu negócio, porque são detalhes de competência além de você.

Assim, obtendo o máximo de informação você não se surpreenderá tanto com as possíveis mudanças, retrocessos, contenção e adaptação que com certeza o negócio terá, por isso a necessidade de conhecimento e planejamento. Além disso, você estará investindo um capital de anos de trabalho, então, o quanto mais minimizar a margem de insucesso, melhor.

Você também pode consultar o SEBRAE, especialista em pequenos negócios, que também disponibiliza diversos cursos e fornece apoio ao micro empreendedor, tanto para aspirantes, iniciantes ou veteranos, e o que é melhor: a maioria é gratuito. Outra opção é levar o seu plano (ideia) de negócio para eles, eles dispõe de equipe capacitada para dar consultoria e suporte no primeiro ano da empresa que fará toda essa parte de pesquisa de mercado, medição dos índices, etc, e cobram uma  porcentagem do valor sobre o plano que varia de acordo com o tipo e tamanho negócio.

Seja qual for a sua opção de mercado, negócio ou setor, tenha em mente uma coisa: para tudo precisa de planejamento, comprometimento e ação. Ter objetivos e metas bem definidas ajudam muito no início e continuará ajudando sempre porque você saberá aonde quer chegar, de que tamanho quer ser. Nada de timidez, barganhe, negocie, permute, exceto com a equipe que irá trabalhar para você, para esses nunca deixe de cumprir a lei e sempre por escrito, porque funcionário é regido e regulamentado pelo governo e você não precisa de uma ação trabalhista logo de cara. Faça o que estiver na lei e se não quiser fazer nada além disso não se sinta obrigada, afinal você está começando.Cuidado com os bônus e gratificações nos salários para que eles em vez de ser algo motivador acabem virando uma arapuca para você um dia, lembre-se: um passo de cada vez.

Defina claramente com a equipe o que você quer e não aceite menos que isso, é importante que tudo seja feito da maneira correta, porque assim você minimiza erros e riscos e se estabelece com base no mercado. Entenda perfeitamente todos os processos do que irá produzir para ter noção correta do que é necessário para tal e assim evitar o desperdício de dinheiro com mão de obra ociosa e desnecessária.

Você agora é uma empreendedora, então não tenha medo de retroceder, desistir de um processo ou pessoa se aquilo não vai de encontro com o que acredita porque tudo é ajustável e passível de erro e acerto. No entanto, nunca se esqueça do que você quer e de quem você é. Pratique sempre a filosofia dos 3r's: respeito por você mesmo, pelos outros e responsabilidade por todos os seus atos, isso fará com que a sua escolha provável seja um sucesso.

Mãos à obra!

Semíramis Cordeiro é sócia da empresa Ponto de Evidência Soluções Gráficas. Formada em Marketing, Publicidade e Propaganda. Especialista em Empreendedorismo pela FGV/Goldman Sachs, através do projeto “10.000 Mulheres Empreendedoras do Mundo”. Possui o blog: palavrasdase.blogspot.com.

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você