[ editar artigo]

Foco, Fé e Força para empreender

Para cada área de negócios, usamos diferentes letras do alfabeto para nos direcionar: temos os quatro “Ps” do Marketing, os cinco “S” da qualidade, e assim por diante. Com tantas letras nos orientando, estive pensando em quais seriam as letras do Empreendedorismo. Baseada em uma mensagem que corre no Facebook, elenquei três “Fs”: foco, força e fé. Não sei dizer qual seria a ordem correta, mas como um “F” está interligado ao outro, o mais importante é que façamos uso de todos.

Fonte da imagem: Empreendedorismo Rosa

Foco – Sem foco não há empreendimento que dê certo. No Congresso Global de Empreendedorismo (GEC 2013), no Rio, ouvi do empresário Luciano Huck: “Tenha foco. Uma cabeça cheia de ideias e sem foco não vale nada.” Bingo! Nós, empreendedores, temos uma cabeça repleta de ideias, mil estratégias, criatividade sem fim. Além disso, existe uma cobrança para que sejamos inovadores o tempo todo. Mas  se não focarmos no real sentido da nossa empresa, ficaremos perdidos nas ideias e não realizaremos as ações que são importantes. Focar é preciso: só assim o empreendimento crescerá ordenadamente, sem perder a inovação e o impacto que deve causar dentro do segmento.

Fé – A fé remove montanhas, diz o ditado popular. Sim, remove tanto as montanhas internas que criamos quanto as externas que enfrentamos, principalmente se não tivermos foco. A fé, aqui, não está necessariamente relacionada à religião, mas ao mundo da reflexão. Empreendedores não descansam nunca, portanto não têm tempo de parar e refletir sobre como está sua fé em si mesmo, em sua equipe e em seu empreendimento. Pare e medite ao menos cinco minutos por dia. Religue-se com o Divino que está dentro de você.

Força – Força física, força emocional e força intelectual – todas são de vital importância para quem empreende. Costumo dizer que matamos mais de um leão por dia. Portanto, se essa tríade da força não estiver alinhada, o empreendedor vai fraquejar e o negócio corre sérios riscos de ruptura. Se ficarmos doentes e ausentes, quem dará continuidade às nossas ações? Mesmo que a equipe seja comprometida, a falta do líder pode desencadear uma série de consequências para a saúde do negócio.

Difícil? Ah, mas quem disse que empreender é fácil? Ops, olhem outro “F” aparecendo aí! Mas esse a gente já conhece bem e é ele que nos motiva a fazer mais e melhor. Não é mesmo?

Abreijos de FORÇA, FÉ e FOCO.

Lênia Luz é diretora executiva da Aurelio Luz Franchising & Varejo. Fonoaudióloga, psicomotricista e arteterapeuta; Especialista em comunicação humana, em Microfranquias pelo Instituto Tomodati/BID, em Empreendedorismo pela FGV/Goldman Sachs, através do projeto “10.000 Women”. Certificada pela IFA International Franchising Association. Criadora dos blogs “Mundo das Franquias” e “Mundo das Microfranquias”. Colunista dos blogs e sites  “ Mulheres Empreendedoras” da PEGN, “Portal Webnews”, “Alma do Negócio”, Bolsa de Mulher”, “Mulheres no Poder” e “Revista + Mulher”. Empreendedora, sócia-fundadora e diretora de comunicação do Empreendedorismo Rosa.

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você