[ editar artigo]

Mamãe empreendedora: aproveite o instinto e organize!

Por Patrícia Nicola

Dizem que na gravidez ou, logo após o parto, surge na mulher o “instinto de aninhar”.  Aninhar, no sentido de “construir um ninho”. Segundo especialistas, este sentimento pode ser visível como uma agitação, um desejo incontrolável de arrumar o “ninho” para receber o bebê.  De fato, muitas mamães que estão lendo as minhas palavras neste momento estão pensando: “Puxa, faz sentido! Naquela época em que estava esperando o meu filho (ou filha), aproveitei para organizar diversos ambientes da casa, além de é claro, preparar o quartinho do bebê”.

No livro “O que esperar quando você está esperando”, “esse surgimento de energia se manifesta de forma drástica, às vezes irracional e, por vezes até engraçada. A mulher começa a limpar cada cantinho do berço com uma escova de dente, a reorganizar em ordem alfabética tudo o que tem no armário da cozinha, a dobrar as roupas do bebê, até mesmo as que já estavam dobradas.”

Então, empreendedora, mulher, mamãe, aproveite esta sintonia e deixe aflorar este instinto. Ele serve tanto para adaptar a sua casa à chegada do novo integrante da família, quanto para a sua tranquilidade em ter rotina daqui em diante, mais simples por estar organizada.

Fonte da imagem: arquivo pessoal

Mas como organizar a casa de forma a ganhar praticidade? Além do quartinho do bebê, os itens dele podem espalhar-se pela casa. Sem problemas, afinal é um novo integrante e merece toda a infraestrutura. Porém, algumas vezes, temos em nossa casa peças que pertencem a outros ambientes e que foram colocadas em qualquer lugar, ou melhor, no lugar em que havia espaço livre naquele momento. Infelizmente, o tempo passa e o provisório termina em permanente. Assim, faça valer este instinto de “planejar o ninho” e redefina locais específicos para cada setor da sua casa. Doe ou descarte peças que realmente não são usadas há bastante tempo. Revise os cômodos concentrando os itens de cada categoria em cada um deles, organize todos em locais definitivos. Por exemplo: eletrônicos podem ser concentrados na sala de TV, a farmácia caseira num único armário, o material utilizado para prática de esportes guardados na garagem, os livros agrupados numa única estante e assim sucessivamente. Quanto mais setorizada a residência, mais fácil será encontrar as coisas rapidamente. Tudo fica mais prático. Se precisar, envolva a família nesta tarefa, afinal, todos merecem definir os seus locais preferidos.

Mamães empreendedoras que trabalham em casa necessitam ainda mais de organização. É o seu caso? Então aproveite para pensar num lugar só seu. Um único ambiente capaz de abrigar as suas ferramentas de trabalho, o computador, os documentos, papéis, material de escritório, estoque de produtos etc. Todos os itens fundamentais para o desenvolvimento do seu negócio precisam ter acesso rápido. Além da organização, lembre-se de cuidar do conforto indispensável: a cadeira e o computador devem estar em local e altura apropriados.

Um bom planejamento do espaço, realizado antes da chegada do novo membro da família, auxilia na adaptação da casa e de todos em sua volta. Organize sua casa e descomplique a rotina. Usufrua deste momento mágico!

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você