[ editar artigo]

Mamãe me leva junto!

Por Dani Salles 

Assistindo uma das reprises do Globo Repórter me deparei com um interessante modelo de colaboração entre pessoas, um banco do tempo numa cidade da Itália voltada para o bem viver. Pessoas trocam pequenos serviços entre elas, você ganha uma habilidade de alguém e doa a sua. Bacana, não?

A colaboração está inserida na sociedade atual, mídias sociais projetam exponencialmente produtos e serviços. Pipocam, a cada dia, grupos criados por mães, um modelo colaborativo de mães de negócios que dá certo, diferentes profissionais em suas habilidades trocando experiências, comprando produtos e serviços e incentivando uma nova forma de geração de renda. Participo de alguns e a energia é tão boa que dá vontade de ficar o dia todo conectada.

Fonte de Imagem: Google

Vejo muitas oportunidades nascendo aí, em 2013 com o PEC das domésticas é cada vez mais comum, famílias optarem por novos modelos mais autônomos e mais práticos, diaristas, lavanderias delivery, compra de comidas caseiras congeladas. E aí os filhotes coladinhos com as mães que empreendem! Como fazer para trabalhar e realizar pequenas atividades femininas prazerosas, como se cuidar?

Que tal pensarmos em novos modelos colaborativos? Idealize... Você recebendo o tempo de outra mãe para olhar seu filho por uma hora, enquanto você faz manicure! Mãe confia em outra mãe. Cá para nós, tudo o que mais queremos é um pouquinho de tempo para cuidar de nós, em meio a tantos cuidados com os filhotes, marido, casa, trabalho, não é mesmo?  Já imaginou salões de beleza que tivessem dias especiais para mães e pequenos, você leva seu filhote e enquanto você se embeleza, ele brinca num pequeno espaço ali ao ladinho? E que gostoso se academias de ginástica também oferecessem serviços assim em horários, atualmente, pouco procurados? Que tal esses modelos de colaboração do tempo? Você compraria? Eu com certeza!

Outro lugar bem disputado seria espaços de coworking com infra estrutura para pequenos. Enquanto você trabalha, faz contatos, o filhote está ali num cantinho interativo. Mulheres adoram interagir, seriam momentos realizadores acompanhados de bate-papo e um café gostoso, todo mundo adora um momento só para si!  Cada vez mais as mães buscam inserir seus filhos em suas rotinas, carregando os pequenos para lá e para cá, tocando seus pequenos negócios, conciliando o empreendedorismo com a maternidade ativa.

Você empreendedora já pensou quantas oportunidades de negócios existem em modelos assim? Compartilhando ideias como essas com amigas mães, várias disseram que comprariam e pagariam um pequeno valor por esses serviços adicionais. E você?

Proponho aqui uma roda criativa, que serviço você, mãe, compraria que permitisse carregar seu pequeno com você?

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você