[ editar artigo]

Minha história: Nathalia Goes

No final de 2012, minha escola (colégio Universitas) apresentou o projeto para as meninas do Ensino Médio. Fomos convidadas para nos inscrever e fazer parte do time que seria selecionado. Até então o único pré-requisito era falar inglês, logo pensei “Por que não?” e me inscrevi. Definitivamente foi a melhor decisão que eu tomei. Logo no comecinho de 2013, o time foi selecionado e já em janeiro eu (Nathalia), a Joyce, a Andressa, a Victória, a Maria Eugenia e nossa Mentora, Mariana, começamos a ter nossas “reuniões semanais”. Confesso que começar foi difícil, demoramos um pouco até chegarmos à nossa ideia do Solidarie, mas assim que firmamos essa ideia parece que o tempo acelerou. No fim, cada uma foi focando mais em uma parte do projeto e juntas conseguimos terminar o protótipo do app, o plano de negócios e o vídeo de apresentação a tempo. Dias após de enviarmos o material, começamos a receber as notas dos jurados, e logo depois foram divulgados os finalistas. Nunca vou me esquecer de quando descobrimos que íamos para a grande final em São Francisco. Naquele momento, quando vimos “Solidarias” entre os 10 times finalistas, sabíamos que todo o nosso trabalho e dedicação ao projeto havia sido reconhecido. Uma semana depois embarcamos para a Califórnia. A apresentação era no dia seguinte do que chegamos. E lá fomos nós para a sede do Twitter nos apresentar, foi desafiador, mas ao mesmo tempo muito gratificante expor e explicar nossa ideia às pessoas que chegavam ao evento, antes de ter que encarar os jurados diretamente. Então foi o momento das tão esperadas apresentações e os jurados se reuniram para decidir o vencedor. Ficar em 3º lugar foi completamente inesperado e muito mais do que esperávamos, foi um momento emocionante para todas nós.

Fonte da Imagem: Arquivo Pessoal Empreendedorismo Rosa

No fim, ter tido a oportunidade de conhecer as outras meninas, conhecer pessoas tão bem-sucedidas e importantes na tecnologia e conhecer uma cidade tão linda como São Francisco com minhas amigas, fez tudo valer a pena, e o 3º lugar foi um bônus.

Eu aprendi tanto e me diverti tanto com essa experiência, que gostaria que todas as meninas do Brasil e do mundo pudessem passar por isso também. Esse é o tipo de projeto que abrange todas as meninas, com qualquer interesse, não somente aquelas interessadas em tecnologia e negócios.

O Technovation só me trouxe coisas boas: conheci pessoas incríveis de vários lugares do mundo, aprendi a programar um pouquinho, a empreender um pouco, aprendi muito a trabalhar em equipe, e aprendi que quando há paixão no que se faz, e quando você acredita na causa que defende, “o céu é o limite.”

Formei-me no Ensino Médio pelo colégio Universitas em Santos, participei e dirigi do grupo de ação social do colégio, participei do grupo química do colégio, participei do Technovation Challenge 2013 e fique em 3º lugar entre os 10 grupos selecionados para a final, fiz um estágio virtual na Innovaspire logo após o Technovation.

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você