[ editar artigo]

O primeiro investidor do seu negócio é você!

Geralmente quando se fala em startups instantaneamente associamos com: receber investimento e criar empresas milionárias de um mês para o outro. Bom, na prática as coisas não funcionam desse jeito; para cada empresa bem sucedida que aparece na mídia, existem milhares que morreram na ideia inicial ou após alguns meses de vida. Ainda existe muito glamour ligado às empresas de tecnologia e isso realmente atrapalha.

Fonte da imagem: Empreendedorismo Rosa

Para não cair nessa armadilha, é importante que o empreendedor mantenha suas expectativas e projeções dentro da realidade, e que tenha capacidade de se adaptar rapidamente ao mercado e, em alguns casos, até se desapegar da sua ideia original para abraçar outra mais viável.

Antes de tentar vender o seu projeto a um investidor, você terá que comprá-lo, porque o primeiro investidor do seu negócio é você! Parece estranho, mas se você analisar o tempo, energia e a diferença salarial (ou a sobrevivência sem salário durante boa parte do projeto) que você investirá na sua startup, vai perceber que você acabará abrindo mão de muito mais do que algumas horas de sono.

Por isso, fazer uma reserva e se adaptar a um orçamento reduzido é o primeiro passo para entrar no mundo das startups com tranquilidade e aumentar suas chances de sucesso. Um investidor se sentirá mais confortável ao perceber que você está disposto a se sacrificar pelo seu projeto. Isso te dará mais tempo para evoluir seu produto, o que irá valorizá-lo. Além disso, você poderá ter mais tempo disponível para negociar o seu investimento, fechar a melhor proposta e receber o aporte, pois esse é um processo bem longo.

A partir do momento que sua startup entrar no ciclo de testes, reuniões, clientes, e todo o trabalho do dia a dia que será necessário para transformá-la numa grande empresa, você precisará de toda dedicação e foco que tiver. Então, quanto menos preocupações ocuparem sua cabeça, melhor e mais rápido será o seu resultado.

Fabiany Lima é fundadora e CEO da Timolico, formada em Direito com MBA em Marketing e Vendas, atuante no mercado da internet, participou em posições de liderança em 3 startups até fundar a sua, uma orgulhosa mãe de gêmeas e empreendedora serial. Baseada na sua experiência pessoal, criou uma plataforma online para customizar produtos, com um modelo de produção inovador montou um e-commerce de Produtos Customizados voltados para o público feminino e infantil. Fez parte do programa de aceleração de startups da  Aceleratech em parceria com a ESPM.

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você