[ editar artigo]

Obrigada por roubar minha ideia!

Por Lu Ivanike

Quem é que nunca ficou chateado, deprimido, com ódio mortal daquela pessoa que viu seu modelo de negócios, achou simples a aplicação e o copiou! As pessoas veem um projeto bem sucedido e se perguntam “por que não pensei nisso antes?” Eu já amaldiçoei muitas pessoas que roubaram minhas ideias e as aplicaram,lógico, não com a mesma maestria. Mas, o legal de ser um empreendedor de verdade, é que TUDO, absolutamente TUDO o que acontece é válido como aprendizado. Você aprende e tenta não escorregar novamente.

 

Fonte de Imagem: Corbis

Empreender envolve assumir riscos, e isso não acontece quando alguém aplica uma estratégia pronta e funcionando. Essa atitude elimina inclusive o processo de aprendizado. O “ladrão de ideias” não cria, não desbrava. Você, em contrapartida, tem aquele momento de fúria e depois se lembra do empreendedor que é! Respira fundo e vai lá, criar outra estratégia, melhor que a anterior! Porque você coleta referências, seleciona as que te interessa e a partir daí inova. Você pesquisa, busca alternativas, vai fundo e sabe que assim, irá em frente.

“Mas vão roubar minha nova ideia!” – SIM, VÃO SIM! E isso é ótimo! Significa que você é  admirado e que tem boas ideias. E sabe o que é mais engraçado? É que suas ideias serão roubadas quando você estiver trabalhando em milhões de projetos simultaneamente. Quando estiver com as atenções voltadas para você. Nesse momento tudo bem se desesperar, afinal tempo é luxo na vida de um empreendedor. Mas, você consegue, e… inova!

O “outro” não é capaz de fazer as conexões da mesma forma que você. Ele não tem o principal:VOCÊ! Uma dica: compartilhe suas ideias, mas sem conectá-las. Isso faz com que o “ladrão” fique completamente perdido. Logo você irá perceber que não importa o quanto copiem suas ideias, você já está tão firme em seu propósito de ter um negócio de sucesso, que nenhum ladrão irá preocupá-lo mais. E, no final, irá agradecer por terem roubado suas ideias!

“Encontre a pessoa mais talentosa na sala e, se não for você, fique perto dela. Saia com ela. Tente ajudá-la. Mas se essa pessoa for você, está na hora de mudar de sala!” Harold Ramis

Este post faz parte da parceria entre Empreendedorismo Rosa e Mãezissima, com troca mensal de postagens em nossos espaços. Leia o texto originalmente AQUI

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você