[ editar artigo]

Parceria X Negócio

Por Cláudio Cordeiro

Hoje muito se fala em "Fechar Parcerias", mas percebo que por vezes confundem esse modelo de relacionamento com o processo de "Fechar Negócios", o qual implica em estabelecer um acordo comercial entre duas partes, Comprador X Fornecedor, através de pedido/contrato formal, com valor financeiro, nível de serviço e penalidades bem definidas. Parceria não remete a monetização direta do relacionamento, e sim busca a colaboração entre as partes através da sinergia de seus valores e objetivos, cuja moeda pode nos remeter até mesmo ao "escambo".

Entretanto, seus acordos em geral não são tão bem estruturados como o de uma compra ou contratação de serviços, mas devemos refletir sobre os termos e bases da parceria, e estabelecer uma formalização clara e por escrito que considere ao menos questões como:

Fonte: Google

- Escopo: Defina as ações acordadas e respectivas responsabilidades. Pé no chão é a regra. Pense em todos os aspectos envolvidos na execução das ações e não aceite condições inexequíveis; Busque o Equilíbrio da Balança em uma relação Ganha-Ganha, visando um modelo sustentável. Se a sua contrapartida não é tão boa quanto a da outra parte, reavalie os termos ou desista antes de firmá-lo. Caso insista em firmar, com a balança pendendo mais a seu favor, fique ciente do risco de ouvir "não", ou pior, em ver o parceiro não cumprir o combinado;

- Estabeleça condições/termos de Saída: Parceria é como sociedade ou casamento e pode ser dissolvida quando uma das partes está insatisfeita e/ou é incapaz de honrar com as regras pré-acordadas;

- Avalie riscos: Não receie em discutir com o parceiro como os riscos envolvidos serão tratados. Ao avaliar os riscos vocês terão oportunidade de mitigá-los;

- Cuidado com a sua reputação/imagem para não fechar a porta: Mesmo firmando uma parceria desbalanceada a seu favor, não capitalize a custa do seu parceiro. Ele irá se sentir lesado e você pode precisar dele no futuro.

A parceria pode envolver a troca de produtos e/ou serviços, como contrapartida a exposição da marca, marketing indireto e networking, ajudando assim o fomento de novos negócios e conexões, sendo muitas vezes um, senão o único, modelo de monetização, principalmente para startups e novos empreendedores.

Assim, a parceria é um instrumento para desenvolver o seu negócio fortemente recomendado, desde que bem discutida, analisada e registrada em comum acordo. Desenvolva parceiros e cultive fiéis escudeiros para o seu negócio!

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você