[ editar artigo]

Propósito empreendedor

Por Luan Gustavo Carneiro

Início do ano de 2012, despedi-me de meus pais, tios, primos e amigos no aeroporto de Curitiba, sabendo que iria encontrá-los apenas 6 meses depois. Aperto no peito, nó na garganta, vontade de ficar e adiar essa viagem. Eis que meus pais me encorajam dizendo que já era hora de conhecer o mundo. Fui. Destino: Portugal, Porto. Eu não sabia, mas aquela cidade guardava para mim várias descobertas.

No colégio, nunca fui grande apreciador da matéria História. Decorava as datas, as guerras, os nomes e pronto. O avanço da tecnologia me fascinava muito mais do que estudar o "passado". Chegando em Porto, isso mudou. Uma cidade milenar, com construções lindas me fez pensar... Eu, fã da tecnologia e antes das ferramentas tecnológicas que eu considerava indispensável existirem, o homem já construía monumentos fantásticos. Foi quando coloquei em questão meus pensamentos. Perguntas vieram em minha mente, mas, como eu apenas decorava datas nas provas, não consegui saná-las. Fui pesquisar. Percebi que eu poderia não ter sido o único desmotivado a estudar História. Talvez faltasse uma abordagem diferente para despertar a curiosidade nos estudantes. Não fazia sentido estudar aquelas guerras, mas chegando ali eu entendi que cada uma delas moldava a construção do nosso mundo como conhecemos hoje. Senti como se tivesse perdido muito tempo sem dar a devida importância a esses fatos. Não há tempo a perder, fui atrás de conhecer a história daquele lugar.

Fonte da imagem: Trevisart

 

Várias histórias da cidade do Porto se misturam e fazem-se importante na construção de Portugal, inclusive o nome. Às margens do Rio Douro existia um povoado denominado Cale, por isso a região foi denominada Portus Cale, posteriormente, Portugal.

Muitas coisas chamam a atenção na cidade. A beira do Rio Douro é de perder o fôlego. O rio divide Porto e Vila Nova de Gaia. Seis pontes ligam as duas cidades. A mais famosa delas é a ponte Luis I (que já foi a mais longa do mundo), cartão postal e um símbolo da cidade. Cerca de 2 horas da cidade do Porto encontram-se cidades importantes como Braga e Guimarães.

Além de um importante polo industrial, Braga é um dos principais centros religiosos do país. Visitei a Sé de Braga, que é a catedral mais antiga de Portugal, além dela, existem igrejas, santuários e jardins que merecem ser visitados. Muito importante também é experimentar o bacalhau à moda Braga.

Em Guimarães visitei o Palácio Paço dos Duques. Nele, muitos tapetes, mesas gigantes e pinturas chama a atenção, mas o que mais me interessou foi o formato do teto, que em um dos ambientes reproduz o casco de uma caravela (em homenagem as grandes navegações e proezas marítimas portuguesas).

A cidade está associada à fundação da nacionalidade Portuguesa, por isso o famoso letreiro: "Aqui nasceu Portugal".

Muitas experiências que tive nessas viagens, dificilmente poderiam ter sido ensinadas em sala de aula. Porém, se de alguma maneira eu tivesse sido inspirado ou instigado a sanar curiosidades, poderia ter me interessado sobre o assunto e até mesmo levado como profissão. Acredito que a educação deve ser usada como ferramenta de formação humana e, para isso, precisamos ter propósito.

Descobrir como auxiliar os estudantes a encontrarem propósitos para seus estudos pode ser um meio de engajá-los e inspirá-los a se interessarem por assuntos que são inexplorados ou muitas vezes ignorados.

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você