[ editar artigo]

Recicle a própria língua

O sucesso profissional, muitas vezes, está intimamente ligado ao domínio das competências relacionadas à comunicação. Sem dúvida alguma é importante o aprendizado de novas línguas, no entanto, negligenciar a língua mãe pode ser um tiro no próprio pé. Afinal não basta o profissional ter um currículo recheado de cursos e cargos importantes se não souber empregar corretamente o próprio idioma, não é mesmo? Saber se expressar na linguagem oral ou escrita é um requisito básico para sobreviver no mundo corporativo.

Fonte da imagem: Tumblr

Quantas vezes você leu e releu um e-mail que recebeu, mas não entendeu absolutamente nada do que a pessoa quis dizer? E o seu texto, será que as pessoas têm dificuldade em entendê-lo? Você costuma ler, antes de enviar para alguém, o que escreveu? Não? Pois deveria. Quem se comunica mal, seja na linguagem falada ou escrita, pode correr o risco de arranhar a sua imagem, a sua credibilidade e da empresa para a qual trabalha, por não ter sua mensagem compreendida. Lembre-se: a comunicação não se refere apenas ao que você transmite, mas principalmente ao que o outro entende do que você transmitiu. Na hora de redigir um texto não há demérito em ter dúvidas, o preocupante é permanecer com elas. Para eliminá-las ou minimizá-las, consulte dicionários e gramáticas; leia muito.

À clareza e à concisão, ninguém chega num passe de mágica. Para fugir dos deslizes gramaticais e dos textos prolixos, que não levam a lugar algum, é preciso dispor de um planejamento, além de uma boa dose de perseverança e controle.  É fundamental a prática e o monitoramento: eis o desafio da comunicação!

Seja mais claro, preciso e direto, aprimore-se. O bom aprendizado de nossa língua é ferramenta fundamental para uma comunicação eficiente e para seu destaque profissional.

O uso da vírgula, por exemplo, muda uma opinião:

Não queremos saber.
Não, queremos saber.

No final das contas, a escolha é sempre sua. Pense nisso!

Aline Caldas é Fonoaudióloga com especialização em Linguagem e Mestre em Letras pela Universidade Federal de Pernambuco. Empresária do ramo de Artes Decorativas. Criadora do blog Semear-te onde publica, semanalmente, textos com o intuito de favorecer o bem estar, a expansão da consciência e crescimento pessoal dos leitores. Empreendedora, revisora de textos e responsável pelas redes sociais do Empreendedorismo Rosa.

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você