[ editar artigo]

Seu cartão de crédito é um mocinho ou um vilão?

Segundo dados de FEV/12 da "Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor da Confederação Nacional do Comércio", 71,9% dos endividados têm débitos no cartão de crédito.

Fonte da imagem: Empreendedorismo Rosa

No Brasil, os juros de cartão de crédito são os mais altos do mercado, chegando a até 12% a.m., mais taxas. Portanto, a melhor atitude é fugir deles!

Usar o limite do cartão é fazer dívida da dívida, e aí é só o começo de um novelo emaranhado... Quando você paga somente o valor 'mínimo' da fatura, corre o risco 'máximo': o caminho mais curto para a inadimplência rápida.

E como resolver as dívidas no cartão de crédito?

A solução mais viável é negociar e quitar a pendência. Se não houver nenhuma reserva de dinheiro para isso, um empréstimo pessoal é a melhor saída, pois os juros são muito menores que os do cartão. Descarte a hipótese de ‘rolar’ dívida de um cartão para outro.

Dívida quitada, inicie imediatamente um controle severo dos gastos. Uma atitude sensata para isso e muito funcional, é cancelar o cartão até conseguir reverter totalmente qualquer resquício de inadimplência. Não se preocupe, é uma fase necessária para que, aos poucos, você retome o fôlego e as finanças se normalizem.

Neste período, você não cairá nas armadilhas de consumo desenfreado, o que emocionalmente é bastante positivo, pois conterá as compulsões por compras enquanto você vê a vida financeira se estabilizar.

Você reavaliará seus hábitos e aprenderá a real necessidade ou interesse de seu consumo. Desta forma, você se defenderá do erro de comprar supérfluos simplesmente pela facilidade de pagar parcelado no cartão. É aí que o seu dinheiro some, lembre-se disso.

O cartão deve ser visto com a única função de facilitar pagamentos e nunca como uma fonte de crédito. Pagar juros de cartão é um ato declaradamente inimigo dos conceitos de ‘inteligência financeira’.

Independente de já ter tido ou não esse tipo de dívida, fica a dica: estabeleça metas em sua vida financeira, considerando potencial de pagamento, nível de consumo, prazos e sobras. Aí sim, você não sofrerá mais sustos.

$uce$$o!!

Elaine Mello é Nutricionista graduada pela PUC Campinas (1995); Especialização em Nutrição Clínica Preventiva pela UNIMEP; Consultora em Gestão de Negócios certificada pela TMH – Thompson Management Horizons do Brasil; Consultora em Comércio Exterior certificada pela AEXPORT; Trader no mercado de ações, índices futuros e opções ; Certificação avançada em ‘Sistemas de Operação e Análise Estatística’ pela OperAção; Agente autônoma de investimentos credenciada pela Comissão de Valores Mobiliários; Sócia-diretora da Pyxis Academia de Investimentos; Idealizadora do projeto “Bolsa e Batom – A vez da Mulher Investidora”; Instrutora de Coaching para iniciantes em Bolsa de Valores; Ministrante de palestras, cursos e workshops sobre Inteligência Financeira e Mercado de Capitais.

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você