[ editar artigo]

Sua Carreira – Balanço Geral

“Faça de tudo uma vez... E o que mais gostar, faça duas, três...” (autor desconhecido)

Além das promessas normais para o ano novo como fazer um curso, frequentar uma academia, mudar de casa ou mesmo comprar um imóvel, pensar na carreira, sem dúvida, é uma importante questão para refletirmos nesta época do ano. Se este é o caso, algumas questões precisam ser avaliadas cuidadosamente: O que exatamente estamos procurando: mais dinheiro, reconhecimento ou qualidade de vida? Queremos ser um guru visionário ou liderar pessoas? O que estamos fazendo hoje que realmente nos dá prazer? Há muitas coisas que não gostamos em nosso trabalho? Nosso trabalho agrega valor para a empresa?

Fonte de Imagem: Google

Nossa carreira é um portfólio de experiências. Precisamos ter certeza de que estas experiências nos tornam únicos, muito bons no que fazemos. Temos que fazer diferença no ambiente – ou “agregar valor no camarote”, de acordo com uma piada que rolou nas mídias há pouco tempo. Vale a pergunta: será que estamos usando todo o nosso conhecimento ou nos sentimos subutilizados? Também precisamos nos perguntar quais são nossos valores e quais são nossos objetivos de carreira, pois existem fatores tangíveis (localização geográfica, remuneração, cargo, perfil da empresa, vínculo empregatício) e intangíveis (cultura da empresa, estilo gerencial, tipo de chefe, ambiente organizacional, clima de trabalho etc.).

É imprescindível avaliar cuidadosamente qual tipo de atividade queremos realizar: há pessoas que gostam de fazer parte de uma equipe formal, outras preferem trabalhar como consultores e outras preferem gerir seu próprio negócio. Nos três casos, precisamos considerar os aspectos favoráveis e desfavoráveis.

Na opção de trabalho formal, um aspecto positivo seria contar com um rendimento fixo, que garante uma situação econômica estável. Uma ameaça, por exemplo, seria trabalhar numa empresa onde o inglês seja um requerimento obrigatório e você não é proficiente no idioma ou haver um excesso de profissionais no mercado com seu perfil, de novo voltamos à questão do diferencial. Se você quer ser um consultor, um dos aspectos favoráveis é a estratégia de terceirização de várias áreas nas empresas e você, de posse de uma rede de contatos, pode ter muito sucesso neste caminho. Porém, analisando o outro lado da moeda é preciso ter um excelente conhecimento na área escolhida: espera-se que um consultor esteja atualizado em sua área de atuação, leia-se cursos e certificações – um investimento contínuo na carreira.

Também é preciso pensar no aspecto da negociação: como promover (e cobrar adequadamente) seu serviço? Como ter fôlego financeiro para 12 ou 18 meses?

Se você opta por ter um negócio próprio, ter autonomia é ótimo, você pode ser dono de um business onde o nível de sofisticação seja um belo diferencial em relação à concorrência, mas como você se vê no aspecto comercial ou na gestão de pessoas? Pense neste cenário: como é ser hóspede de uma pousada numa praia maravilhosa durante o verão e ser dono desta pousada, durante o inverno, por exemplo? Como contratar e reter seus funcionários? Como saber gerenciar os pontos fracos e fortes de sua atividade?

Estas são apenas algumas questões que devemos analisar quando ou se decidirmos mudar de carreira, mas o cenário parece propício para mudanças, porque você quer crescer e fazer algo que gosta e estes objetivos representam os melhores motivos para sair deste lugar e começar o ano fazendo algo diferente e muito gratificante. Como diria Confúcio, escolha uma atividade que você ama e você não vai precisar trabalhar nem um dia da sua vida! Seja feliz agora!

Gladis Costa atua há mais de 25 anos na área de Marketing e Comunicação Corporativa. É gerente de Marketing da PTC para a América Latina desde 2009. É formada em Letras, com pós-graduação em Jornalismo, Comunicação Social e especialização em Tecnologia e Negócios pela PUC-SP. Em 2005 lançou seu primeiro livro de crônicas, "O Homem que Entendia as Mulheres". Em março de 2009 criou o grupo "Mulheres de Negócios", maior rede feminina de negócios do portal LinkedIn, com mais de 5300 profissionais cadastrados. Regularmente publica artigos sobre usuários, serviços, varejo, carreira e cultura em diversos portais. Apresenta palestras sobre temas como consumo, marketing e comportamento e tópicos ligados ao mundo corporativo e empreendedor.

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você