[ editar artigo]

Um pouco mais sobre o dia 08 de março

Um pouco mais sobre o dia 08 de março

No mês de março todos os olhos do mundo se voltam para as causas feministas (não que esse seja o único período para focarmos em nossos direitos e deveres) e ainda me surpreende que algumas pessoas não saibam da importância da luta pelos nossos direitos e muito menos da data 08 de março, Dia Internacional da Mulher.

Esse ano passei essa data em Bruxelas e, assim que desci da estação central, me deparei com um evento no meio da praça. Um palco e diversas tendas que se separavam por temas: violência contra a mulher, igualdade de gênero, LGBT (em especial as lésbicas), representatividade no governo, entre outros temas relacionados.

Engana-se quem pensa que o lado de cá do mundo não precisa lutar. Sim, na Europa toda essa diferença entre homens e mulheres é menor do que vemos no Brasil, mas ainda assim há muito que se fazer.

Os dados da Comissão Europeia mostram que a taxa de emprego para as mulheres aumentou, mas ainda assim está em 66,4%, e alguns países que receberam recomendações para serem mais ativos nesse quesito (como é o caso da Irlanda). Os salários ainda tem defasagem, 16%, o que gera maior risco de pobreza, na aposentadoria principalmente. Falta representatividade no governo e há pouquíssimas mulheres como CEO de empresas de capital aberto (6,3%).

Mas o que quero chamar a atenção não é para esses números, é para a importância de lutarmos pelos nossos direitos e como isso ainda não é visto por algumas pessoas. Em meio à passeata que estava acontecendo, que partiu daquela praça central, um homem (parecia ter seus 40 e poucos anos, mas não sei de onde era) nos parou para perguntar o que estava acontecendo ali, quando respondi que era sobre o dia internacional da mulher o cara ficou sem entender nada e perguntou o porque disso, depois da explicação ele disse que não sabia do movimento e ignorou completamente a causa como se fosse algo sem sentido.

Minha cara no momento foi de “QUE???”. Veja, não estou falando que todo mundo precisa saber de tudo, mas primeiro, foi estranho uma pessoa não saber ao menos que dia 08 de março é o Dia Internacional da Mulher e, segundo, ver um homem (ou qualquer outra pessoa que fosse) simplesmente ignorar e achar tudo isso uma besteira é ter a certeza que ainda temos muito o que fazer.

Não só para que os homens nos respeitem, mas também para que outras mulheres entendam o que de fato é essa luta. Se hoje temos o direito de votar, trabalhar, se relacionar com quem quiser, casar/divorciar, viajar sozinha, ir para a balada, vestir calça (quer coisa mais boba do que isso hoje em dia?!), devemos tudo isso à mulheres de gerações anteriores que reivindicaram isso. E é para atingirmos a igualdade de fato que precisamos continuar. Para termos direito de receber os mesmos salários, para podermos sair na rua sem medo de ser abusada, para termos voz, para sermos quem queremos ser.

 

 

 

Empreendedorismo Rosa
Taty Verri
Taty Verri Seguir

👩‍💻 Entusiasta da comunicação e tecnologia 🌎 Apaixonada por viagens 📸 Amante da fotografia e da música

Ler matéria completa
Indicados para você