[ editar artigo]

Utilizando o franchising como estratégia de iniciação e desenvolvimento do seu empreendimento

Uma das principais vantagens ao se empreender no franchising é conseguir iniciar um negócio já com um certo “know how”.  Pensando nisso, sugiro a todos que estão buscando uma ideia, ou algum negócio para empreender, que analisem as marcas franqueadoras existentes relacionadas ao ramo ou mercado em que se quer direcionar o empreendimento. Tal análise pode resultar em valiosas descobertas, caminhos mais curtos e seguros para o início do negócio.

Fonte da imagem: Pinterest

Que o setor de franchising no Brasil está a todo vapor, e tudo indica que deve continuar, já não é mais novidade, da mesma forma que nem todo tipo de negócio é possível franquear também. Ainda assim, nos últimos anos muitos setores apostaram nas suas expansões por meio de franquias, e hoje temos uma diversificação de redes franqueadoras muito interessantes para quem busca por iniciar novos negócios. Você já pensou nisso antes de criar o seu empreendimento do zero e assumir todos os riscos dele sozinho?

A STOT do Brasil iniciou exatamente dessa forma há 1 ano. Na ocasião, participei de um workshop de uma microfranquia de vendas diretas e conheci os produtos sustentáveis do portfólio. Comprei os produtos e utilizei-os em casa. Quando percebi que realmente funcionavam e traziam os benefícios que me foram vendidos, resolvi adquirir a franquia para também poder comercializar aqueles produtos. Eu já me identificava com o apelo sustentável dos mesmos, então, sem muito pensar, iniciei o meu empreendimento. Minhas garantias, naquele momento, foram a marca forte da franqueadora e a minha crença nos produtos por ter sido sua consumidora.

Cada ramo de atividade tem as suas peculiaridades. Todas as variáveis que envolvem esse ramo devem ser criteriosamente analisadas minimizando todos os riscos possíveis. Quando pensamos na franquia, como estratégia de iniciação de um empreendimento, não é diferente. Deve se levar em conta todos os prós e os contras de se adquirir uma franquia ao invés de iniciar um negócio próprio. É preciso lembrar que no franchising a sua liberdade de criação e inovação esbarra nos limites impostos pela franqueadora. Se o seu negócio exige um grau de independência elevado, para poder se desenvolver dentro de um potencial identificado, talvez a estratégia da franquia não seja a mais adequada.

Reforço a opinião de que a viabilidade dessa estratégia vai depender do ramo de atividade, do direcionamento que será dado para o negócio, e do próprio empreendedor e equipe à frente da empresa. Entretanto, destaco como sendo uma grande vantagem a divisão de riscos do negócio, entre o franqueado e a franqueadora, além do suporte dado pela franqueadora. Esses dois pontos aumentam as chances de sucesso. No caso da STOT, que se trata de uma empresa de vendas diretas de produtos, ter transformado em fornecedora a franquia que conta com uma marca e produtos fortes no mercado, foi uma feliz escolha. Foram os produtos consolidados da plataforma da franquia que permitiram a STOT do Brasil iniciar suas atividades e se desenvolver em direção aos seus objetivos.

Thamires Freitas de Almeida é Bacharel em Ciências Contábeis, ex-auditora contábil de uma multinacional, proprietária e administradora da empresa STOT do Brasil, detém uma franquia da Multicanalidade ligada a holding SMZTO Participações. Conselheira do Conselho da Mulher Executiva – CME e do Conselho de Jovens Empresários – CJE da Associação Comercial do Paraná – ACP. Sócia fundadora do Interact Clube Cachoeirinha – RS, grupo de jovens ligado ao Rotary Clube, atuou por 3 anos sendo presidente na gestão 2008/2009.

Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa
Empreendedorismo Rosa Seguir

Valorizamos a mulher e todo seu universo pessoal e profissional. Inspiramos pessoas a realizarem ações empreendedoras e intraempreendedoras, contribuindo para um mundo mais inovador e produtivo. Acreditamos que toda mulher pode fazer acontecer!

Ler matéria completa
Indicados para você